E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Cidade Empreendedora

05 de Novembro | 13:29

Autor: Michel Ferreira Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Moradores buscam auxílio do CAE para regulamentação e expansão de empreendimentos em Nova Ubiratã

A parte burocrática é de longe o maior empecilho para quem deseja abrir, regulamentar ou expandir o próprio negócio.

 

Atenta a essa realidade a Prefeitura de Nova Ubiratã intensificou a atuação do Centro de Apoio ao Empreendedor (CAE), órgão ligado a secretaria municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura.

 

De janeiro a outubro deste ano O Centro de Apoio ao Empreendedor já realizou mais de 580 atendimentos.

 

Entre os serviços mais procurados destacam-se a abertura de MEI (Microempreendedor Individual), emissão de guias de pagamento (DAS), parcelamento de débitos, atualização cadastral além de orientações referentes à emissão de alvarás de funcionamento e da vigilância sanitária.

 

“As micro e pequenas empresas contribuem com aproximadamente 75% das vagas disponíveis no mercado de trabalho. Nosso intuito é garantir que esses empreendedores tenham os mesmos direitos dos grandes empresários e desta forma continuem gerando empregos e fomentando a economia local”, ressalta o secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Wellyngton Tavares.

 

Na avaliação do gestor, o aumento da procura pelo serviço demonstra a potencialidade econômica do município de apenas 23 anos.

 

“Nova Ubiratã é uma cidade relativamente jovem, estamos em constante desenvolvimento e aprendizado. Exemplo disse é a equipe do CAE que passa por constante treinamento a fim de garantir a qualidade dos serviços prestados”, conclui.

 

Consultoria empresarial

Outra importante ferramenta disponibilizada aos empreendedores é a consultoria empresarial.

 

Fruto de uma parceria entre a Administração Municipal e o Serviço Nacional de Apoio às Pequenas Empresas (Sebrae), por meio do Programa Cidade Empreendedora, a iniciativa oferece uma série de ações que vão desde orientações financeiras até ao diagnóstico de falhas e soluções.

 

“A consultoria financeira é de grande importância, pois permite estudar caso específico o que tende a facilitar no planejamento e nas tomadas de decisões em cada empresa individualmente”, observa o consultor do Sebrae, Allan Finger Candido.

 

“Eles [empreendedores] tem se mostrado satisfeitos com os resultados obtidos. Muitos já sinalizaram interesse em dar continuidade ao treinamento”, finaliza.