E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Desenvolvimento regional

27 de Novembro | 09:24

Fonte: Ascom Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

No senado, Wellington Fagundes defende construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste

O senador Wellington Fagundes (PR-MT) defendeu a construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste. Em pronunciamento no Plenário do Senado nesta segunda-feira (26), o parlamentar disse que o primeiro trecho dessa linha férrea ligará Campinorte, em Goiás, à cidade mato-grossense de Água Boa.

 

Fagundes destacou que a obra em Mato Grosso é fundamental para a conexão com a Ferrovia Norte-Sul, o que dará a esta última uma viabilidade econômica muito maior.

 

Na avaliação do senador, a renovação antecipada da concessão da Ferrovia Minas-Espírito Santo trará como contrapartida o financiamento pela empresa Vale, da construção da linha férrea no Centro-Oeste.

 

“A Frente Parlamentar de Logística do Transporte e Armazenagem dá todo o apoio a essa ideia para financiar a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste”, assinala Fagundes que complementa.

 

“Ela será construída, então, exatamente com esses recursos da prorrogação da concessão desse trecho da ferrovia que liga Minas até o Espírito Santo, que é uma concessão da Vale do Rio Doce. E isso é extremamente importante para o Brasil, porque nós vamos viabilizar essa ferrovia, além de aumentar muito a produção brasileira através dessa região do Araguaia” explicou o senador.

 

Mobilização regional

Na última quinta-feira (22), lideranças políticas de 18 municípios mato-grossenses, incluindo Nova Ubiratã, participaram de audiência pública para defender o traçado original da ferrovia.

 

Promovida pela assembleia legislativa, através do deputado Ondanir Bortolini (Nininho), com apoio do senador Wellington Fagundes, o audiência também reuniu representantes de entidades representativas de diferentes segmentos, comerciantes e produtores rurais da região do Araguaia.

 

Presente na solenidade, o prefeito de Nova Ubiratã, Valdenir José dos Santos, defendeu a implantação da ferrovia como forma de promover a competitividade do setor agrícola e o desenvolvimento regional. 

 

“Nós precisamos unir forças e cobrar rapidez nesse processo que beneficiará não só o agronegócio, mas a mineração, o setor varejista, as indústrias e outra dezena de segmentos importantes para o desenvolvimento da nossa região”, ponderou o gestor que na ocasião estava acompanhado pelo secretário municipal de Obras, Infraestrutura e Transportes, Cosmen Brito de Souza, o coordenador municipal de Esportes, Hueliton Mendes, os vereadores Heder Sais Machado, Adilson Luiz da Silva, Diogo Feijó Setter, José Dias Pedroso e Jaime Hobold Junior além do secretário de Infraestrutura e Obras de Lucas do Rio Verde, Gerson Odair Franke, e o fundador de Santiago do Norte, Odir José Nicolodi (Caçula).

 

*Com informações Agência do Senado