E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Pleito eleitoral

07 de Outubro | 12:45

Autor: Michel Ferreira Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Nova Ubiratã conta como novas conselheiras tutelares para o quadriênio 2020/2023

Dos 6.370 eleitores cadastrados em Nova Ubiratã, apenas 249 participaram da eleição para escolha dos novos membros do conselho tutelar. O número representa apenas 15% do eleitorado do município.

 

A eleição, realizada neste domingo (06), na Escola Municipal Tancredo Neves, foi acompanhada por representantes da procuradoria do município, do Ministério Público do Estado (MPE) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

 

Das seis candidatas, cinco foram eleitas para atuar no período que compreende a janeiro de 2020 a dezembro de 2023.

 

A candidata mais votada, Marlene da Silva, obteve 72 votos, seguida por Ludmila Felipe do Amaral (44), Ângela Maria da Silva (40), Gildete Pereira da Silva (36) e Aline das Chagas (29).

 

Mariane Thais Wurzius conquistou 28 votos e ficou como suplente.

 

Conforme membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, nenhum incidente foi registrado durante o processo de votação.

 

No próximo mês, as conselheiras eleitas participarão de um curso de capacitação que visa o aperfeiçoamento para atuação na área. Esta etapa é obrigatória e antecede a posse das servidoras, prevista para 10 de janeiro (2020).

 

Em Nova Ubiratã, a remuneração para o cargo de conselheira tutelar é de R$ 1.405,68, em regime de dedicação exclusiva de acordo com o que rege a Lei Municipal nº 079/2015.

 

*Texto atualizado ás 12h18 para correção de informações.