E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

2º sarau musical

01 de Novembro | 12:58

Autor: Karen Misae de Borba Fonte: Ascom Foto: Arquivo

Alunos do "Projeto Acordes da Vida" se apresentam nesta sexta-feira em Nova Ubiratã

Instrumentos afinados, repertório pronto e aquele 'friozinho na barriga' que todo músico sente antes de subir ao palco. Assim estão os 15 alunos do “Projeto Acordes da Vida” que se apresentarão no 2º sarau musical de Nova Ubiratã.

 

Promovido pela Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã através da secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Cultural, o evento acontece nesta sexta-feira (1º) a partir das 19h no Centro Múltiplo Uso.

 

Como na edição anterior, neste ano o evento terá entrada gratuita. A expectativa dos organizadores é reunir apreciadores de diferentes ritmos musicais, além de familiares e amigos dos estudantes.

 

“O sarau é sempre aguardado com muita ansiedade. É a oportunidade que eles [alunos] têm para demonstrar sua arte, de se expressarem através da música, seja pelo canto ou pelo tocar de um instrumento”, afirma o orientador do projeto, Rodrigo Poleto.

 

À frente da iniciativa desde 2015, Poleto também destaca outros benefícios trazidos pelo “Projeto Acordes da Vida”, ministrado duas vezes por semana na Escola Municipal Tancredo Neves.

 

 “Alguns alunos chegam ao projeto bem tímidos e com o passar do tempo vão se soltando. Temos exemplos de crianças e adolescentes que melhoraram o rendimento escolar e a convivência familiar em virtude dessa aproximação com a música”, assinala.

 

Para o idealizador do projeto, o secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Wellyngton Manoel Miranda Tavares, a inciativa desenvolve papel fundamental na inclusão social de jovens e crianças.

 

“A música é uma das melhores maneiras do ser humano expressar seu sentimento, sua emoção e expandir sua visão cultural (...) a arte não permite qualquer tipo de preconceito e descriminação, através dela percebemos que devemos, não só conviver, mas também respeitar as diferenças”, observa o gestor.