E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Qualificação profissional

19 de Dezembro | 13:49

Autor: Karen Misae de Borba Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Com apoio do Senac, Administração Municipal forma primeira turma do curso de Libras em Nova Ubiratã

A Administração Municipal em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) promoveu, na sexta-feira (13), a formatura da primeira turma do curso de Libras de Nova Ubiratã.

 

Ministrado pela professora Claudylene Andreia Barreto da Silva e com duração de 160 horas presenciais, o curso foi ofertado a 27 alunos, entre eles profissionais das áreas da saúde, educação, assistência social e do Poder Judiciário.

 

Durante a solenidade de formatura, o secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura Wellyngton Miranda Tavares, ressaltou a importância do treinamento para o aperfeiçoamento dos profissionais e melhor atendimento do setor público.

 

“O profissional que atua no atendimento ao público precisa estar preparado para se comunicar com todos, inclusive com os usuários portadores de deficiência, neste caso a surdez. Por se tratar de uma língua visuoespacial, ou seja, decorrente de uma imagem mental, a Libras possibilita a humanização e a socialização dos atendimentos oferecidos pelo gestão pública”, avalia.

 

Para o assessor de magistrado, Railson Silva Barbosa, o curso de Libras foi uma ferramenta importante de desenvolvimento social.

 

“Já nas primeiras aulas percebi a importância da Libras, compreendi que estava muito além de fazer expressões faciais, é entender que ser surdo é mais do que apenas não escutar e sim uma identidade (...) levarei este aprendizado para toda minha vida”, disse.

 

Professora da rede municipal de ensino há 19 anos, Ângela Jacobs também não escondeu o entusiasmo ao falar da capacitação. Para ela o conhecimento adquirido em sala de aula, que incluiu, entre outras atividades complementares, a convivência com portadores de surdez.

 

“Irá contribuir muito na minha profissão, temos que estar preparados para incluir todas as crianças, sabendo se comunicar e ensina-las por igual, quebrando as barreiras da comunicação e principalmente promovendo a socialização dos nossos aluninhos (sic)”.

 

Opinião semelhante tem a pedagoga Lisiane Ferreira de Souza. Atuando há mais de 3 anos na educação infantil ela não poupou elogios a iniciativa.

 

“Cheguei recentemente em Nova Ubiratã e fiquei surpresa com a quantidade de cursos de aperfeiçoamento oferecidos pela prefeitura. Tenho aproveitado essas oportunidades por entender que a qualificação do professor é fundamental para o desenvolvimento não só dos alunos, mas da sociedade como num todo”, ressalta.

 

Além do curso de Libras, a parceria também possibilitou a formação de outros 100 alunos dos cursos de corte e costura, auxiliar administrativo e recursos humanos, este último voltado para moradores do Distrito Parque Água Limpa, situado a 90 quilômetros do perímetro urbano.

 

“Essas ações só foram possíveis graças ao engajamento da Administração Municipais e o apoio de parceiros importantes, entre eles estão o Senac, o Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt) e o Grupo Produzir, através do gerente geral Marcelo Trindade Nascimento. Em nome de todos os alunos gostaria de agradecê-los por acreditarem e investirem em nossos projetos”, conclui o gestor responsável pela vinda dos cursos, Wellyngton Tavares.

 

Entenda mais sobre a Libras

Libras é a língua de sinais usada pela comunidade de surdos no Brasil e já foi reconhecida pela Lei, ou seja, é uma língua oficial, tal como nossa língua falada. A lei que dispõe sobre a língua de sinais é a Lei nº 10.436, de 24 de Abril de 2002.

 

Semelhante à língua oral que é composta por fonemas (qualquer dos traços distintivos de um som da fala, capaz de diferençar uma palavra de outra), a Libras também possui níveis linguísticos como fonologia, morfologia, sintaxe e semântica. E as semelhanças não param por aí: na língua de sinais também existem itens lexicais, os quais se chamam de sinais. Motivo pelo qual é considerada uma autêntica língua. O que é denominado de palavra (item lexical), na língua oral-auditiva, na língua de sinais são denominados de sinais. O diferencial da língua de sinais das demais línguas é a sua modalidade visual-espacial.