E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Medida temporária

25 de Março | 12:57

Autor: Michel Ferreira Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Por cautela, comitê decide manter restrição ao funcionamento de empresas em Nova Ubiratã

Os membros do Comitê de Enfrentamento, Acompanhamento, Monitoramento e Adoção de Medidas contra o Coronavírus, decidiram manter as restrições impostas a parte do segmento empresarial de Nova Ubiratã.

 

Na segunda-feira (30), a entidade volta a deliberar para definir, com base nos relatórios emitidos pelo governo do Estado, se mantém, ou não, as medidas restritivas.

 

A reunião extraordinária foi convocada, na noite desta terça-feira, após o pronunciamento do presidente da República Jair Messias Bolsonaro que tentou minimizar os riscos da proliferação da doença.

 

“Cada região do país tem sua peculiaridade, a nossa, por exemplo, é deficitária em leitos de hospitalares. Outra preocupação é referente aos profissionais da saúde que continuam expostos aos riscos, se eles adoecerem a situação tende a ficar ainda pior”, frisou o presidente do comitê e secretário municipal de Saúde, Silvio André Stolfo.

 

Por outro lado, o gestor defendeu a flexibilização das restrições desde os comerciantes sigam corretamente as recomendações repassadas pelos órgãos de saúde.

 

“Existe uma orientação que limita a quantidade de clientes por metro quadrado, a higienização do ambiente e a proteção dos funcionários. São medidas importantes, mas que em alguns casos não estavam sendo seguidas”, pontua.

 

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Wellyngton Manoel Miranda Tavares, uma das alternativas para evitar a desaceleração da economia local seria o rodízio de funcionários, os serviços de entregas em domicílio e o home office (quando o funcionário exerce suas funções profissioanis da própria residência).

 

“O decreto não proíbe o funcionamento de nenhum segmento empresarial, apenas estabelece critérios para evitar a contaminação dos clientes. Nesse momento, por questão de cautela, é necessário que alguns comerciantes mudem sua metodologia de trabalho”, observa.

 

Sobre o comitê

Criado por meio do decreto municipal de nº 022/2020, o Comitê de Enfrentamento, Acompanhamento, Monitoramento e Adoção de Medidas contra o Coronavírus é formado por membros da sociedade civil organizada, representantes de classes, dos poderes Executivo e Legislativo, membros de órgãos da segurança pública e líderes religiosos.

 

Leia também: Barreira sanitária na MT-242 alerta viajantes sobre cuidados para evitar a disseminação do coronavírus