E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

EFEITO PANDEMIA

21 de Maio | 13:22

Autor: Michel Ferreira Fonte: ASCOM Foto: Divulgação

Profissionais da saúde são infectados pelo coronavírus em Nova Ubiratã, município tem 5 casos confirmados

Dois profissionais que atuam na linha de frente da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Ubiratã foram contaminados pelo novo coronavírus.

 

A informação foi repassada pela pasta, na manhã desta quinta-feira (21). Até o momento cinco moradores do município testaram positivo para a doença.

 

Os profissionais da saúde, com idades entre 34 e 36 anos, seguem em isolamento domiciliar. Ambos tiveram material biológico coletado e encaminhado para o Laboratório de Saúde Púbica de Mato Grosso (Lacen).

 

Os exames foram realizados depois que os servidores apresentaram sintomas como febre, tosse e dor de garganta.

 

Outros oito moradores, incluindo quatro profissionais da saúde, também apresentaram sintomas da doença. Todos tiveram material coletado e aguardam pelo resultado do exame laboratorial.

 

Segundo o responsável pela pasta, Silvio André Stolfo, a secretaria investiga a origem dos contágios e não descarta que eles tenham ocorrido durante os atendimentos ambulatoriais.

 

“Os dois profissionais atuam na linha de frente ao combate a doença e é possível que ambos tenham sido contaminados durante o expediente”, frisa.

 

Stolfo esclarece ainda que o município recebeu um lote de testes rápidos do Ministério da Saúde e certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entretanto o material é insuficiente e tem sido utilizado apenas em profissionais das áreas da saúde e segurança pública.

 

“O Governo estadual firmou uma parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para a realização de exames em Sinop. Essa medida reduzirá o tempo de resposta entre a coleta e a notificação do resultado”, pontua o secretário que enalteceu o trabalho desenvolvido pelos mais de 167 servidores da pasta.

 

“A Saúde pública só não entrou em colapso graças ao empenho, dedicação e a coragem desses homens e mulheres. Precisamos mantê-los saudáveis e para isso é imprescindível que a sociedade faça a sua parte evitando idas desnecessárias as unidades de saúde”, assinala o secretário.

 

Cenário estadual

Até à tarde desta quarta-feira, Mato Grosso já tinha confirmado 1.090 casos da Covid-19, sendo registrados 32 óbitos.

 

Os casos confirmados estão em Cuiabá (334), Rondonópolis (99), Várzea Grande (94), Barra do Garças (61), Primavera do Leste (44), Lucas do Rio Verde (41), Tangará da Serra (40), Sinop (32), Sorriso (31), Rosário Oeste (30), Confresa (26), Peixoto de Azevedo (20), Cáceres (19), Nova Mutum (17), Jaciara (17), Querência (14), Alta Floresta (10), Tapurah (9), Pontes e Lacerda (9), Mirassol D’Oeste (8), Jangada (7), Chapada dos Guimarães (7), São Pedro da Cipa (6),  São José dos Quatro Marcos (6), Vila Rica (5), Aripuanã (5), Pontal do Araguaia (4), Curvelândia (4), Campo Verde (4), Poconé (3), Nova Ubiratã (3), Nova Lacerda (3), Ipiranga do Norte (3), Guarantã do Norte (3), Conquista  D’Oeste (3), Campo Novo do Parecis (3), Água Boa (3), Vila Bela da Santíssima Trindade (2), Vale de São Domingos (2), Rondolândia (2), Rio Branco (2), Poxoréo (2), Juscimeira (2), Cotriguaçu (2), Canarana (2), Alto Araguaia (2), Acorizal (2), União do Sul (1), Sapezal (1), São José do Xingu (1), São José do Povo (1), São Felix do Araguaia (1), Santo Antônio de Leverger (1), Santa Rita do Trivelato (1), Ribeirão Cascalheira (1), Porto Alegre do Norte (1), Ponte Branca (1), Novo Mundo (1), Nova Xavantina (1), Nova Olímpia (1), Nova Monte Verde (1), Nossa Senhora do Livramento (1), Nobres (1), Lambari D’Oeste (1), Jauru (1), Campos de Júlio (1), Bom Jesus do Araguaia (1), Alto Paraguai (1), Alto Garças (1), Alto Boa Vista (1), e residentes de outros Estados (21).

 

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 49,6% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50,4% masculino; além disso, 313 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 4.305 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 132 amostras em análise laboratorial.

 

Cenário nacional

Até a última terça-feira (19), o Governo Federal confirmou 271.628 casos da Covid-19 no Brasil e 17.971 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 16.792 mortes e 254.220 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os números desta quarta-feira (20).

 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

 

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.