E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

HIDROXICLORIQUINA E AZITROMICINA

19 de Junho | 12:17

Autor: Karen Misae de Borba Fonte: ASCOM Foto: Divulgação

Secretaria de Saúde anuncia aquisição de 300 kits para tratamento da Covid-19 em Nova Ubiratã

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Ubiratã autorizou a aquisição de 300 kits de medicamento para o tratamento da Covid-19. A medida foi adotada em virtude do aumento considerável de casos da doença no município.

 

Conforme o último boletim, até a tarde desta quinta-feira (18), Nova Ubiratã já havia notificado 46 casos do novo coronavírus. Pelo menos 23 pacientes já se recuperaram da doença e outros 22 casos suspeitos aguardam resultados dos exames laboratoriais.

 

Com a aquisição dos kits Covid-19, a Administração Municipal pretende reduzir o tempo de tratamento e, por consequência, o número de futuras internações.

 

“Nosso objetivo nesse momento é tratar, de forma eficiente, aqueles pacientes infectados e evitar um possível colapso do Sistema Único de Saúde (SUS)”, avalia a secretária de Saúde, Alessandra Alves dos Santos.

 

Ainda de acordo com a gestora, dos 46 pacientes infectados pela doença, 12 pertencem ao quadro de profissionais da saúde, sendo que a maioria já encontra-se recuperada.

 

“Como recomenda o protocolo, esses profissionais precisam ser afastados de suas atividades o que causa um grande impacto no setor”, pondera.

 

Para garantir a máxima eficácia no tratamento, a secretaria criou dois modelos de kits. O primeiro deles, que ainda está em fase de aquisição, contendo 50 unidades é composto pelo medicamento hidroxicloriquina, azitromicina, ivermictina e dipirona, recomendado nos casos moderados e/ou graves.

 

Já o segundo com 250 unidades, é indicado para pacientes com sintomas leves e são composto por azitromicina, ivermictina e dipirona.

 

A retirada dos kits ocorre mediante apresentação de exame positivado e receita médica.

 

Para o tratamento com hidroxicloroquina, o paciente precisa assinar um termo de “consentimento informado” dando ciência da vontade própria e assumindo os riscos em casos de possíveis efeitos colaterais ao medicamento.