E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

Projeto Pioneiro

09 de Junho | 13:40

SECRETARIA: Meio Ambiente

Autor: Michel Ferreira Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Prefeitura de Nova Ubiratã e empresa de Sorriso firmam parceria para coleta de lixo eletrônico

Cada dia mais modernos e atraentes, assim podemos descrever os equipamentos eletrônicos produzidos e revendidos em longa escala no Brasil.

 

São computadores, aparelhos celulares, máquinas de lavar roupas e uma infinidade de produtos que com o passar dos anos estragam, ou simplesmente ficam obsoletos tendo como destino certo o lixo.

 

Uma pesquisa divulgada recentemente pela Organização das Nações Unidas (ONU) apontou que o Brasil produziu, em 2014, mais de 1,4 milhão de toneladas de lixo eletrônico.

 

Um número preocupante se levarmos em consideração o fato desses equipamentos conterem metais tóxicos como o chumbo, cádmio, berílio e mercúrio, todos altamente nocivos a saúde humana, animal e ao meio ambiente.

 

Para minimizar esses impactos ambientais, gestores de todo país têm buscado alternativas para garantir a destinação correta do lixo eletrônico.

 

Em Nova Ubiratã a saída veio através da criação do Ecoponto de Coleta de Lixo Eletrônico. Um espaço desenvolvido para a captação e armazenamento de equipamentos elétricos e eletroeletrônicos. Dentre eles aparelhos de telefones fixos e celulares, baterias, pilhas, televisores, monitores, teclados, computadores etc.

 

O projeto oriundo de uma parceria entre a administração pública, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e a empresa NTR Soluções Ambientais foi inaugurado na noite de ontem (08) durante uma cerimônia que contou com a presença de lideranças políticas, empresários e profissionais da área.

 

“A NTR é uma empresa que trabalha desde 2014 com a coleta de lixo eletrônico e campanhas de conscientização sócia ambiental. O processo é simples, nós recebemos o produto que passa por uma triagem, parte dele fica no Brasil. Porém como ainda não dominamos essa tecnologia a grande maioria é enviada para empresas do exterior, essas por sua vez especializadas em reciclagem de lixo eletrônico”, explica Natan Salles, diretor da empresa.

 

“O Ecoponto de Coleta de Lixo Eletrônico é um projeto inovador e vem de encontro com as necessidades do município de Nova Ubiratã. Estamos crescendo de forma rápida e assim como o desenvolvimento precisamos estar atentos as questões ambientais. Vale ressaltar que este é o segundo ecoponto instalado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente em menos de um mês”, afirma o prefeito Valdenir José dos Santos ao se referir ao ecoponto de coleta de óleo de cozinha usado.

 

O prefeito ainda demonstrou interesse em compartilhar o projeto com as 14 cidades que compõe o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Alto do Teles Pires (Cidesa) do qual é presidente.

 

“Já conversei com os prefeitos do Cidesa e todos se interessaram pelo projeto o que é muito bom, haja vista os benefícios que devem ser alcançados a curto e médio tempo”, diz.

 

De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Ari Antônio Basso, o investimento para inplantação do projeto é irrisório se comparado com o custo benefício.

 

“Nós fizemos um levantamento de campo e identificamos que o município já possui a demanda para a instalação do projeto que, aliás, tem um custo praticamente zero. Nossa obrigação será coletar, armazenar  e enviar o material para a sede da empresa NTR, em Sorriso. O que conforme o secretário, deve ser feito com caminhões da própria prefeitura e que já estejam em trânsito pela rodovia MT-242.

 

Ainda segundo Basso, a próxima etapa será a implantação de um ecoponto para coleta e armazenamento de pneus caminhões, veículos de passeio, bicicletas, motocicletas e máquinas agrícolas.

 

“Pouca gente sabe mais um pneu leva em média 600 anos para se decompor na natureza. Por sermos uma região produtora de grãos acredito que temos demanda suficiente para a instalação deste terceiro ecoponto, que aliás foi uma sugestão do vereador Adilson Luiz da Silva [Adilsinho da Obras], enaltece.

 

“A administração pública está de parabéns pela forma com que tem tratado as questões ambientais. Acredito iniciativas como essa deveriam ser seguidas pelos demais municípios da região até mesmo porque esse o lixo eletrônico é um problema que afeta todas as cidades independente do número de habitantes”, reforçou o vereador Adilson Luiz.

 

Também participaram da solenidade de entrega o gerente da loja eletromóveis Martinello de Nova Ubiratã, Ronivan Araújo Belém, e os secretários municipais de Governo, Finanças, Educação, Obras e Saúde, Arnon Soares Vandes, Edivan Batista Beserra, Lenir de Fátima Ferreira Vronski, Cosmen Brito e Silvio André Stolfo, respectivamente.