E-mail Imprimir

Imprensa | Ultimas Notícias

VOLTAR

TROCA DE COMANDO

15 de Junho | 12:44

Autor: Michel Ferreira Fonte: Ascom Foto: Divulgação

Tenente Cláudio Magno assume comando da Polícia Militar de Nova Ubiratã

O 2º Tenente Cláudio Magno da Silva Mota de Castro, natural de Cuiabá, assumiu o comando do 1º Pelotão da Polícia Militar de Nova Ubiratã.

 

A cerimônia de transferência de cargo ocorreu na manhã desta quarta-feira (14) e seguiu uma determinação do Comando Geral da Polícia Militar.

 

O posto era ocupado, desde dezembro de 2016, pelo 2º Sargento Ildo de Lima que passa a responder como subcomandante da unidade policial.

 

Na corporação desde 2011, Cláudio Magno atuou como soldado no 4º Batalhão de Polícia Militar, em Várzea Grande. Em 2012 o militar foi selecionado para participar do Curso de Formação de Oficiais (CFO).

 

Com a conclusão do curso, em 2014, o na época aspirante foi designado para atuar junto ao 1º Batalhão da Polícia Militar. Em 2015 o oficial assumiu o comando do 23º BPM do município de Vila Rica, situado a 1.270 quilômetros de Cuiabá, onde permaneceu até o início deste mês.

 

“O município de Nova Ubiratã é bastante promissor, percebi também que a sociedade e a Polícia Militar convivem de forma harmoniosa reflexo do bom trabalho desenvolvido pelos antigos comandantes”, disse ao justificar o pedido de transferência.

 

Ainda de acordo com o oficial, a expectativa é aperfeiçoar as ações desenvolvidas junto a sociedade além de alterar a escala de serviço objetivando um melhor atendimento aos moradores.

 

“Pretendemos ampliar a participação da Polícia Militar nas ações da comunidade, em especial no ambiente escolar com debates e palestras orientativas, assim como o atendimento ao público que a partir desta segunda-feira (19) será feito em período integral aqui no pelotão. Para isso vamos reduzir de três para dois o número de policiais por guarnição, sendo que um deles será designado para serviços internos como confecção de boletim de ocorrências, orientação aos moradores e checagem de veículos e suspeitos por meio do sistema da Polícia Militar”, complementa.

 

Outra mudança proposta pelo comandante refere-se ao policiamento ostensivo na zona rural do município, afetado pela falta de viaturas e contingente.

 

“Uma peculiaridade do município de Nova Ubiratã é a sua grande extensão territorial. Com base nisso vamos intensificar a presença da Polícia Militar em comunidades rurais, em especial nos distritos com maior índice de criminalidade”, pontuou.

 

Falta de investimento

Com aproximadamente 12 mil habitante e uma extensão territorial superior a 1,3 milhão de hectares, o município de Nova Ubiratã sofre com a falta de investimentos na área da segurança pública.

 

Ao todo 17 policiais militares atuam no município que conta com apenas uma viatura.

 

A situação é ainda pior na Delegacia de Polícia Judiciária Civil onde 02 investigadores e 01 escrivã se revezam num veículo descaracterizado e em péssimas condições de uso.