Imprensa Notícias
GERAL

Visando a regularização fundiária urbana a Prefeitura de Nova Ubiratã em parceria com a UFMT realizou um estudo de Planejamento Urbano no distrito de Entre Rios

03/08/2021 ás 09:40:00
Titulação

O poder Executivo Municipal em Parceria com a UFMT, realizaram do dia 26 a dia 30 de julho, um estudo de planejamento urbano no distrito de Entre Rios; a finalidade do estudo é em relação a titulação urbana da comunidade.

 

De acordo com o Prefeito Neninho, a titulação e documentação de terras em Nova Ubiratã é de suma importância para o desenvolvimento do município.

 

“Nosso município está em pleno desenvolvimento, creio que a regularização fundiária irá incentivar ainda mais um pequeno agricultor, ou morador do município, desde o início de nossa gestão nós estamos lutando junto ao Governo Federal para conseguirmos a titulação, tanto da área urbana quanto a rural” disparou Neninho.

 

Sobre o programa.

 

Grupo de Trabalho Estadual em Mato Grosso (GTE-MT) do Programa Morar, Conviver e Preservar a Amazônia (Rede Amazônia), constituído por membros do Grupo de Pesquisa e Extensão – Estudos de Planejamento Urbano e Regional (ÉPURA/UFMT) são os responsáveis pela coordenação do GTE-MT Rede Amazônia, com apoio da Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã

O Programa Rede Amazônia: Morar, Conviver e Preservar a Amazônia é resultado de convênio entre a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA) e o Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR) e os nove Grupos de Trabalho Estaduais do Programa Morar, Conviver e Preservar a Amazônia que estão estruturados nas universidades federais e estaduais existentes nos Estados que compõem a Amazônia Legal.

 

Claudio Miranda (Arquiteto e Urbanista/ Pesquisador Associado ÉPURA/UFMT e Coordenador O Programa Rede Amazônia, desde o início da participação do GTE-MT, tem proporcionado compartilhamento das práticas desenvolvidas pela CRF-UFPA e também dos demais GTEs, com vistas a enfrentarmos as questões ligadas à regularização urbana nas cidades que compõem a Amazônia Legal. O Programa Rede Amazônia, viabilizado pela parceria entre a CRF-UFPA e o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Secretaria Nacional de Habitação do governo federal, tem possibilitado desenvolver e difundir ações de capacitação e assistência técnica e tecnológica em regularização fundiária, prevenção de conflitos e melhorias habitacionais e sanitárias na região amazônica.  Aqui em Mato Grosso, na UFMT, o nosso trabalho está sendo desenvolvido e construído com os técnicos e gestores públicos do município de Nova Ubiratã. Destacamos ainda, a oportunidade oferecida com o Curso de Especialização em Regularização Fundiária, que entre os alunos, está técnica da Secretaria de Obras, e diretamente ligada as ações de regularização fundiária no município”

Doriane Azevedo (arquiteta e urbanista), docente da UFMT,  Coordenadora do Grupo ÉPURA/UFMT e assistente no GTE-MT) afirma que  um dos grandes desafios das universidades públicas é produção de conhecimento de forma dialógica com os diferentes agentes da comunidade externa, e oportunidade ambientes de aprendizagem aos seus alunos. No caso do Rede Amazônia, propostas que pretendem contribuir no planejamento e gestão do ordenamento urbano dos municípios da Amazônia Legal.

Fotos
Compartilhe esta notícia!

Outras Notícias